quinta-feira, janeiro 26, 2017

O PRESENTE DO PAI [+8 anos]

Resultado de imagen de messaging whatsapp

Meu pai estaba moi contento co presente que recibira polo seu día de anos. A avoa ofrecéralle un Ferrari. Meu pai deulle un bico na meixela. Porén, miña mai, asustada de ver aquel presente tan caro, dixo á avoa:

— E logo, mamá, liquidaches todos os teus aforros no banco dun golpe para facer ese presente ao meu home? Seica perdiches a cabeza?

— Filla —replicou miña avoa—, eu só seguín as instrucións que me enviaras polo telemóbil.

E mostroulle o telemóbil. Alí claramente dicía: "Suxerimento presente para Carlos: compra Ferrari". Miña nai, furiosa, botou o seu telemóbil para a sanita mentres explicaba:

— Eu quixen dicir "Ferrero", os bombóns. Maldito corrector automático, maldito corrector...!


Meu pai estava mui contento com o presente que recebera polo seu dia de anos. A avoa ofrecera-lhe um Ferrari. Meu pai deu-lhe um bico na meixela. Porém, minha mãe, assustada de ver aquele presente tão caro, dixo à avoa:

— E logo, mamã, liquidache todos os teus aforros no banco dun golpe para facer esse presente ao meu homem? Seica perdeche a cabeça?

— Filha —replicou minha avoa—, eu só seguim as instruções que me enviaras polo telemóvel.
E mostrou-lhe o telemóvel. Ali claramente dizia: "Sugerimento presente para Carlos: compra Ferrari". Minha nai, furiosa, botou o seu telemóvel para a sanita mentres explicava:

— Eu quisem dizer "Ferrero", os bombons. Maldito corretor automático, maldito corretor...!


O meu pai estava muito contente com o presente que recebera pelo seu dia de anos. A avó oferecera-lhe um Ferrari. O meu pai deu-lhe um beijinho na bochecha. Porém, a minha mãe, assustada de ver aquele presente tão caro, disse à avó:

— Como assim, mamã, liquidaste todas as tuas poupanças no banco de um golpe para fazer esse presente ao meu homem? É que perdeste a cabeça?

— Filha —replicou a minha avó—, eu só segui as instruções que me enviaras pelo telemóvel.

E mostrou-lhe o telemóvel. Ali claramente dizia: "Sugerimento presente para Carlos: compra Ferrari". A minha mãe, furiosa, atirou o seu telemóvel para a sanita enquanto explicava:

— Eu quis dizer "Ferrero", os bombons. Maldito corretor automático, maldito corretor...!

© Frantz Ferentz, 2017

Sem comentários: